sexta-feira, 24 de junho de 2011

07_ A mansão da praga de todas as faces!!!

Peço desculpa a todos pela demora, estava esperando o Dale me chamar, e eis que ele me chama e me revela o que aconteceu de novo no mundo de Cheating Death... muitas surpresas aos que o aguardaram, deixem seus comentários, fico feliz em saber suas opiniões ;D


       Uma vida segue um caminho, um caminho só existe a partir de uma escolha, sobre esta escolha se forma o destino, sobre este destino surge o livre arbítrio, e por este livre arbítrio aprendemos a pecar e a errar... Por querermos entender o bem, é que o mal nos corrompeu.
A mansão da praga de todas as faces. O desespero recebe vida.

Eu estava caído aos pés de uma grande montanha que surgirá, levando consigo toda minha fúria e energia, centenas de demônios a minha volta,  riam em coro,, foi só levantar meus olhos que recebi um murro no rosto.
Demônio: Achamos nosso querido apocalipse-boy HAHAHAHA!!!!!
Dale: Eu não vou conser-
PLAFT
Demônio: Eu não pedi sua opinião, você foi usado seu verme, você iniciou um ciclo de mortes, e permitiu nossa revelação, você é um objeto, e agora só esta atrapa-
CRACK!
Arranco suas pernas em menos de um segundo, em seguida o pego pelo pescoço
Dale: É primordial que compreenda que 300 anos faz muita diferença meu caro.
Demônio: O que é você??????
Eu sou a revolta do que antes era uma alma, sou sua morte.
Espremo seu pescoço sobre meus dedos, a fina camada de sangue que desce me trás ira aos olhos, a minhas asas negras se abrem com apenas pequenas pontas brancas, levanto vôo e escuto os gritos de Ramidés.
Ramidés: Dale!!! Dale!!! É o portão dos não julgados!!!
Ele mal se aproxima de mim, e neste instante uma criatura com pele descamando o captura, enormes garras são mostradas em suas mãos, usava uma grande roupa verde, que lhe cobria quase todo o corpo, sua face era retorcida e possuía cerca de dois metros e vinte de altura.
-  Foi bom aquele demônio imbecil me consultar antes de lhe ofertar esta segunda chance, conseguimos criar o humano perfeito, apenas a essência da insanidade, conseguimos forçá-lo a escolhas que arrancaram-lhe todas as probabilidades de recuperação, e por fim, disponibilizamos a você um sentimento que o cegaria, que lhe escravizasse, e por fim terminasse de dilacerar sua imunda alma...
Eu não conseguia me mover, cada passo daquele ser sugava ainda mais minha força, tudo em volta parecia morrer, assim como a morte fazia ao ambiente, porém a terra desta vez morria de desgosto e tristeza...
- Sabe Dale... Demoraríamos talvez milhões de anos para acumular todos os sentimentos que necessitávamos para abrir o portal dos não julgados, a linha que separa o vivo do não vivo, e ainda melhor,  onde os mortos esperam uma chance, onde coisas que não podem mais habitar a Terra residem. Estes estão os humanos como você Dale, a balança que separa o certo e errado se equilibrou, e estes não podem habitar nem a Terra, Inferno ou céu.
Minha respiração dispara, finalmente vi, o quanto fui usado, sabiam o preço que minha escolha pela vida iria dar, me usaram para obter, mas obter o que? Esta pergunta fez com que me mantivesse a escutá-lo, precisava descobrir tudo que precisava...
Ramidés: Não o escute Dale, não o escute!!!
-SILÊNCIO CRIATURA RIDICULA DE ASAS LIMPAS!!!
Ramidés é arremessado contra o chão, um grande impacto acontece
- Divirtam-se com sua pureza de anjinho, arranque-lhe os olhos e depois o abra de dentro para fora.
Demônios que cercavam a área caem sobre o corpo de Ramidés, gritos ecoam o terreno.
-Bem, como eu dizia, não é pelas pessoas que vivem lá que nos interessamos, e sim sobre o mundo que se deslocou sobre eles, veja bem meu caro, não foi projetado um lugar para estes quando morrem, o espaço foi criado, e eis que não foi obra minha e nem de Deus, foi um espaço que se deslocou pela própria energia dos habitantes. E o mais interessante é que não recebem morte completa, conseguem andar sobre todos os mundos, porém, sofrem por estas condições. O meu grande plano era possibilitar o contato sobre as duas dimensões. E o resultado, é um local onde as regras de Deus não circulam. Eu condenei o mundo dos homens, Deus não pode mais entrar em contato com nada desta realidade!
Meus olhos se pesam... Vejo-me numa escura sala, no centro um caixão, e uma voz fala comigo...
- Dale... Dale... Você disse que me buscaria...
Era ela, foram milhões de sonhos durante 300 anos, mas pela primeira vez ela parecia estar lúcida, eram gritos, orações, pedia ajuda, mas não tocará em meu nome perante os três séculos.
Salutem:  Você escolheu o destino do mensageiro dos não julgados, o preço de uma segunda vida  é a libertação daqueles que são como você, os que não podem saber o gosto da morte...
Eu estou do seu lado da barreira Dale, mas presa sobre o manto do diabo, onde os anjos são consumidos por impurezas, minha essência esta sendo perdida Dale, você precisa entrar no portal e quebrar as quatro claves da impunidade.
Dale: Mas... Como liberto você????? Eu juro que fiz tudo que podia...
Salutem:  Este a sua frente, Não é o verdadeiro diabo, e a ramificação dele que possui a chave de minha prisão, descubra sua fraqueza, e já quebrará a primeira divisão de seu corpo...
Você Deve derrotá-lo atr..v..
Sua voz fica cada vez mais longe,  como se descesse para o litoral, vou perdendo minha audição, minha visão se pesa novamente... Volto num grande suspiro, a criatura estava com uma lança sobre minha barriga...
- Você tinha parado de respirar e achei melhor me certificar que não voltasse....
Eu pego e aprofundo ainda mais a lança em meu corpo.
- Não tenho medo da morte, é ela que me teme...
-Então resolveu se suicidar??? Assim torna as coisas fáceis, porém entediantes...
Um pequeno sorriso surge em meios lábios...
Não sou de me render, a fraqueza foi a primeira me deixar, precisa saber mais sobre mim para me entender, enquanto me julgar, seus olhos não poderão ver meu caráter!
Eu o prendo sobre meu corpo, minhas grandes asas se fecham sobre ele, minha cruz volta a arder e palavras santificadas ressurgem...
- Eis que as palavras divinas serão recitadas...
Meus olhos emanam uma luz cintilante...
Dale: Sobre o fruto do pecado, surge o erro, sobre a duvida, surgem a fraqueza, sobre o mal sempre revelará luz, sobre o toque do criador, é a origem da pureza que prevalece....
- Cale-se seu hipócrita!!!! Você está fazendo um dos pactos do Armageddon!!!!
Sob a carne, o espírito habita, limitado, sobre seu recinto,  sua energia esclarece a duvida da verdade...
Ele crava suas duas mãos sobre meu peito, uma grande quantidade de sangue sai de minha boca.
- E então, resolveu se calar?
Dale: A verdade de Deus não se esconde, o mal tenta, mas nada consegue, sobre a profecia da vida, só a ele a linha é visível, permanecendo em grande movimento, que as duas almas se lacrem num único corpo, que o espírito que suporta a própria fraqueza, ensine onde existe FORTALEZA!!!!!!!!!!!!!!!!!
Ambos: AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
Uma esfera negra surge entre nós, partes do nosso corpo vão sendo arrancadas para dentro dela, até que sumimos por completo...
Eu estava numa sala agora, Salutem estava sobre uma cama
Salutem: Eu sabia que viria para mim...
Dale: Você... você está bem... eu pensei que
Lágrimas cansadas caem de meu rosto, a respiração se torna pesada...
Salutem: eu quero lhe ofertar um presente Dale, por ter vindo para mim...
Eu sento ao lado da cama, ela se aproxima de mim e próximo ao meu rosto começa um novo dialogo...
Salutem: Como é pensar em mim durante tanto tempo? Você nunca me sentiu com você não é mesmo... Eu sei o jeito que olha para mim.... Por que está tão preocupado, agora eu estou aqui...
Dale: Eu te amo Salutem... eu não consigo ficar sem você, mas eu preciso te ver bem...
Salutem: Cabe a você me fazer bem Dale...
Ela se aproxima mais do meu corpo... A pego pelo pescoço e a prendo na cama.
Salutem: ISSO! SE SOLTE!!!
Dale: Você não é a garota que amo,  quem é VOCÊ!!!!
Dale: Sou seus desejos Dale, você pode diferenciar o que sente? Sabe mesmo se é amor? Você não é capaz de receber isso Dale, você já abriu mão destes sentimentos!
Dale: è justamente pelo amor que sinto, que você não conseguiu me atrair, o que gera meus desejos não é seu corpo, e sim sua essência, e a sua é de um porco imundo.
Salutem: Ainda nem começamos e resolveu me ofender.
CRACK!
Afundo seu corpo contra a cama
BRUMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
A cama se rompe e seu corpo se afunda sobre o chão.
Salutem: HAHAHAH!!! Parece que você aprendeu algo durante 3 séculos além da solidão... Realmente conseguimos trazer amor pra dentro desta tua carne infértil.. AHHHH
Enfio minha espada em sua barriga...
Salutem: Nem se quer hesitou em matar a amada... Vai aqui um presente para você... Sabe por que humanos nunca vêm seus anjos da guarda???
Perfuro seu coração com minha outra espada e lágrimas caem descontroladamente de meus olhos.
Salutem: Por que eles são escolhidos perante toda a perfeição do humano, logo se os vissem, estariam fadados a amá-los incontrolavelmente...
Dale: NÃO! NÃO!!! CALE-SE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Enfio a espada freneticamente sobre seu corpo
Salutem:  HAHAHAHA!!!!! E a ultima! Anjos são desprovidos de desejos carnais, e possuem apenas amor fraterno por seus protetores!!!!
FLACKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
!Arranco-lhe a cabeça fora.
Sou puxado por um enorme túnel onde todas minhas piores visões voltam a minhas mente, nada além do que estava habituado a vislumbrar todas as vezes em que tentei dormir, forçando a me recordar que a 3 séculos já não dormia....
VRUMMMMMMMMMMMMMM
Um forte vento passa sobre minhas asas, quando a abro o cadáver da criatura estava totalmente carbonizado, um sorriso estava congelado sobre seu rosto, e suas ultimas palavras foram...
“ A confusão habita sua mente, seus sentimentos já o mataram, a culpa é o que faz seu cadáver andar...”
Ele se paga em cinzas ao final da frase, trazendo novamente aquele vento, que me recorda a perda...

Continua...