quinta-feira, 24 de março de 2011

06_Um ser incompleto

No momento que me encontro é que percebo o que está acontecendo, mesmo quando o amor me alcança existem sombras falando comigo, fazendo da minha vida um quebra-cabeça sem solução, a ultima peça só a “ele” pertence, este que conta o meu tempo com sua ampulheta, a cada segundo vivido, foi um momento perdido onde o final da contagem resulta no dono da ultima peça... o fracasso
Por: Dale

Estava eu ali, a noite tocava minha face, e no brilho da lua fica o rosto mais perfeito que fui capaz de registrar em minha mente, chorava se debatia, mas mesmo assim seu brilho não era diminuído, dentro de meus pensamentos finalmente não se via sofrimento, porém, existia um vazio, e este vazio estava se alimentando do sentimento que eu sentia, e por maior que ele fosse não preenchia o espaço vazio, era apenas engolido pela escuridão.

Um ser incompleto
Dale:  Por favor! Por favor! Não chore! Eu... eu... eu não entendo o que está acontecendo... por favor me faça entender...
Eu me sentia queimando agora, existia uma coisa incontrolável que lutava contra o novo sentimento que havia me invadido
Salutem: Eu não posso mais te ver sofrendo Dale!  Por favor!!!!
Dale: eu não consigo concertar as coisas... Tudo fica cada vez pior..
A angustia me atingia violentamente agora.
Salutem: Você não sabe o quanto isso me faz sofrer, eu sou destinada a você!
Destinada? O que ela queria dizer com tais palavras, minha mente era uma bola de confusão, mas meu coração reparava a cada troca de olhares que tínhamos, mesmo com “aquilo” pulsando em mim, outros sentimentos ruins voltavam a me atacar, antigos conhecidos, que me atormentavam desde minha passagem pelo reino espiritual
Dale: Mas... o que está acontecendo...
Uma dor intensa me tomou, tão forte que com uma grande explosão criada do meu ser, meus olhos a perderam de vista e me perdi dentro de mim...
Eu senti algo arrancar o que sobrará da minha alma com grande força, não puxada apenas minha alma como minhas entranhas.
Dale: N-Ã-----O........

Sangue saia de meu corpo em grande quantidade, meus ossos se contorciam, e minha pele se desprendia dos músculos, aquela mão buscava o sentimento que ali despertou e me possibilitou ter chances de felicidade.
Dale: E-U N....Ã0! V—ou PER---MI................TIIIIIRRRRRRRRRRRRRRR
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
Eu lutei contra aquilo, coloquei as mãos sobre a cabeça e tentei suprir a força daquele ser, uma grande explosão se formou em minha volta, meu corpo se desfixou do chão, e agora eu estava planando no ar se debatendo.
....................................................................................................
Em um mar de sangue mergulhei para o meu interior, e lá estava uma criatura horrenda que se rastejava sobre uma vasta escuridão. Do lado esquerdo portas brancas, e no direito, negras que quase sumiam perante a pouca luminosidade do local.
Criatura: O que faz aqui? Não pensei que fosse capaz...
Apesar de dirigir a palavra a mim, não se virou e permanecia virada de costas a mim andando lentamente entre as portas brancas, abrindo uma por uma com força bruta, desprendendo as dobradiças , e fazendo com que as entradas sumissem perante o vasto silêncio e vazio que era aquele lugar.
Dale: Eu vim atrás do que causa isso em mim
Apesar de estar dentro de mim mesmo, ainda sangrava e falava com dificuldade
Criatura: Não posso permitir que “aquilo” permaneça aqui...
Dale: Por que? Por que quer tanto tirar tudo de mim?
Criatura: Eu? Eu não quero nada.. não tenho idéias próprias, não tenho vontades, muito menos ligo para o que você sente...
Dale: Então por que? Por que está aqui? Foi os anjos que te mandaram ou os demônios?
Criatura: Por que estou aqui?
BRUUMMM
Mais uma porta foi brutalmente arrancada, mas o ser permanecia sem trocas de humores e sua voz permanecia num mesmo nível.
Criatura: e por acaso existiu algum momento em que eu não estivesse?
Dale: eu não quero mais enigmas!!! QUERO RESPOSTAS!!!!
Criatura: Eu devo lhe minha existência, mas isso não me torna justo
A fúria me tomou e rapidamente fui até suas costas
Dale: MORRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Minha mão trava sobre suas costas, ele revira a cabeça sem mover o corpo, seus olhos são um negro penetrante, sua face estava em pura carne, e ele tinha um sorriso marcado de sangue no rosto
Criatura: Lá fora você pode ser quase um Deus, mas aqui, quem manda sou eu!!!!!!!!!
Dale: Mas voc....
PLAFT!!!!!!!!!!!!!!
Sou lançado para longe e meu corpo cai arrebentando tudo em volta, meus membros saem do lugar e sangue mancha todo o lugar.
Criatura: este rosto te causa náuseas não é, te da mais odio, você realmente me odeia não é, e você sabe melhor que eu o motivo..
A dor que senti na alma era mais forte que a do corpo, e com imenso esforço consegui pronunciar a minha resposta
Dale: Eu... eu me odeio....
Criatura: exato! Eu sou você de verdade Dale, o que você deixou, as sobras do seu verdadeiro ser, eu cuido para que tudo permaneça como está, e para que eu possa continuar existindo,  infelizmente surgiu algo que me ameaça
Meus olhos descansam por um milésimo, apenas para lubrificar a secura que foi exposta, e ao abri-los me deparo com sua face quase que por me beijar.
Criatura: Eu preciso arrancar isso de você.
Ela mergulha em meu corpo totalmente estilhaçado no chão puxando tudo para fora, eu via todos os meus órgãos sendo arrancado, e a mesma dor que sentia antes de chegar ali me devorava.
Dale: Eu não vou deixar que tire a única coisa boa que me restou!!!!!
O peguei pelo pescoço, e mesmo eu estando muito ferido, coloquei toda minha força em cada soco dado, eu não descansava, eu não deixaria que ele tirasse aquilo de mim.
Criatura: Bata! BATA!!!! Faça mais raiva é o que me alimenta!!!!
Parei meu braço para ouvi-lo, eu precisa entender
Criatura: Eu sou o resto de você Dale...  Você abriu mão de tudo de bom para ganhar a imortalidade, sempre haverá esse preço, não são anjos ou demônios que lhe impedem de ter sentimentos bons, é você!
Dale: Mas, se eu não posso mais ser feliz, se tudo de bom por mim foi abandonado... por que eu estou sentindo amor?
Criatura: Você tem muito o que aprender sobre sentimentos meu caro... Se você tem sentimentos bons, é por que os ruins existem!!!!
Dale: Como?
Criatura: A luz só aparece em meio a escuridão, nunca se forma escuridão em meio a luz. Enquanto só houver trevas no seu coração, existirá chance do bom nascer. É para isso que estou aqui...
Ele me mostra um grande sorriso vermelho
Criatura: Para impedir que isso aconteça
Dale: DESGRAÇADO!!!!!!
 Arranquei-lhe todos os membros ao som de suas gargalhadas
Criatura: Isso! ISSO! Deixe o ódio lhe tomar!!!!!!!
 Fechei os olhos por um momento e ao abri-los estava novamente no local onde tudo começou, Salutem estava a alguns metros tentando se aproximar, mas uma cortina de raios imanados de mim a impedia. Lagrimas cobriam sua face.
Eu drenei tudo que podia para dentro de mim, mas algo estava fora do controle. Minhas asas se abriram levantando um vento intenso, as escrituras surgiam em minha pele respirando sangue,  então com intenso esforço supri tudo que acontecia.
Dale: PARE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Eu vi seus olhos fixos naquele monstro que me tornei, eu iria desgraçar a vida dela, eu não merecia a amar, era algo forte, intenso, que me dava força para mudar, porém eu iria leva-la junto a minha escuridão, eu estava marcado por aquilo, mas será que eu era o certo para ela? Eu iria ser seu peso, quando o amor acabasse eu seria apenas alguém que ela teria medo de deixar.

Salutem: Ma-s o que é ISSO!!!!
Um buraco se abriu nos céus e tudo que estava descontrolado começou a voltar a mim com grande força, milhares de visões, milhares de recordações, tudo em volta que emitia vida foi morrendo, plantas, pessoas, arvores, tudo se apodrecia , deixando apenas um ar sombrio de tristeza e solidão.
Finalmente tudo se tranqüilizou, minhas feridas e torções se cicatrizaram rapidamente e meu corpo caiu no chão completamente inteiro, porem sem forças.
Salutem: DALE! DALE! DALE! D.....
Eu me levantei, e disse o que precisa ser dito.
Dale: Eu não vou lhe prender a mim, você precisa ser livre, eu me tornei sua obrigação, e tenho medo de isso lhe confundir...
Salutem: Mas Dale!!! Eu devo te proteger, eu preciso estar com você!!!
Nesse momento 4 anjos rasgaram o seu em nossa direção
Anjo 1: Você desobedeceu as ordens Salutem!!! Você devia ter impedi-lo!!!
Anjo 2: Você será selada por seu erro!
Anjo 3: O celestial jamais se torna mortal, um erro como esse será fatal, sobre o mundo humano será trancada! Para sempre assim fadada!!!
Anjo: Que assim seja!
Um túmulo de prata se abre em volta de Salutem que é puxada por correntes ao fundo, sua mão se estendia, me procurava, mas eu sabia que uma vida ao meu lado seria pior, como fazer a decisão certa? Eu realmente a amava era por minha culpa quer ela seria trancada, mas... Eu não seria pior para ela?
Dale: eu...  Eu vou te salvar SALUTEM!!!!!
Eu tirei minha espada, a que carregava sempre o ódio, agora carrega esperança, esperança de  mudar...
Dale: DEIXEM ELA EM PAZ!!! DEIXEM!!!!
Eu os cortava e lagrimas, quentes que levavam as mais profundas sensações, lagrimas que já não podiam permanecer em meus olhos...
Dale: DEIXEM EM PAZ A GAROTA QUE EU AMO!!!!
Eu sabia... ela podia nunca me amar como humana.. ela podia não ser feliz comigo... mas se ela acredita-se em mim, eu poderia alcançar tudo.. eu poderia mudar.. se alguém acredita-se em mim...
Eu derrubei todos, eram fortes, mas o que eu sentia era mais, e quando terminei...
Dale: Não!
Eu encostei em suas mãos, vi seus olhos, seu ultimo sorriso, triste... A porta se fecha e ela some..
Dale: NÃO!....................................NAOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
O silencio me habitava... eu perdi minha chance de mudar... por ter hesitado... um erro que levei eternamente...
TOPO DA TORRE EIFFEL, PARIS, FRANÇA
Uma pequena criança de asas pousa atrás de mim..
- Ei Dale! Essa mesma cara de fossa de sempre cara? Como foi a caça hoje? Eu encontrei mais quinhentos humanos empilhados em Missipi...
Dale: Eu irei impedi-los Ramadés.. a culpa dos homens repousa em meus ombros, preciso encontrar a paz deles, para encontrar a minha.. Preciso encontrar o que me fez mudar
Ramidés: Eu te admiro Dale, apesar de ser o começo de tudo, você não desistiu como os outros...
Dale: Eu vi o que eu tinha perdido nos olhos de uma pessoa... Isso me mudou... eu pude viver sem ela.. Mas não quero... Eu quero olhá-la mais uma vez... Apenas mais uma Ramadés...
Ramadés: Mas já faz 300 anos Dale! Por que você insiste tanto em ser melhor! Você já salvou inúmeras vidas, deixe a mortalidade te alcançar!
Dale: Se permaneço imortal, é por que tenho um motivo de ser eterno... Eu nunca vou deixá-la... Eu ainda escuto seus chamados...
Ramadés: Será que você entendeu os sentimentos dela Dale? Eu já falei que anjos não amam como humanos...
Dale: Amor só existe um Ramidés... Ela se preocupou comigo.. é motivo o suficiente para eu ir atrás dela.
Eu levanto vôo sobre uma cidade que já foi maravilhosa, minha vista se perde em escombros e o vento gelado continua a me encontrar, deixando a tristeza que não me abandonava. Eu aceitei carregar o fardo do mundo, como pagamento por meu erro.
Dale: Os meus erros são grandes, mas enquanto tiver tempo para mudá-los eu vou, eu sou o rei da escuridão, mas é nela que farei a luz surgir
Ramadés: O que é isso Dale!! Por Deus divino!!!!
Dale: eles me usaram Ramadés!!! Eu.. eu.. quero ver seus corpos!!!
A frota do por do sol apareceu no horizonte, Era cerca de 500 demônios, me procuravam por volta de 2 anos, mas eu finalmente estava pronto para destrui-los
Pego um com minha lança que é travada pela estranha espada que um dos demônios usava
Demônio: Então vai usar a arma que fez com os ossos dos quatro anjinhos que pegaram sua namoradinha é HAHAHAHA
Dale: Nessa eu só usei 3 dos anjos
Pego de trás de meu sobretudo uma longa lamina, prata derretida sobre ossos e arranco-lhe a cabeça.
Dale: está foi com os ossos do quarto anjo!
   Foram cenas terríveis eu não só matava os demônios que apareciam a volta como os torturava e os rompia, som de risos saiam de minha voz e vi que eu estava tomado pela minha própria fúria, nada podia me parar estava tudo se destruindo, eu cedi aquela força e deixei tudo se transformar em sangue. Após alguns minutos cheguei em um campo onde uma montanha se formava em um terreno, um grande portal se abriu e toda minha força e raiva foi sugada para dentro, aos poucos perdia o sentido, as ultimas palavras de demônios que se levantavam a minha volta.
Demonio1: então o portal realmente se abriu com a união dos tais sentimentos...
Demonio2: Sim, Eis o portal dos não julgados!
Foi o tempo de eu perceber que a montanha nada mais era que um amontoado de corpos que voltavam a vida, eu estava fraco e tudo que pude fazer foi cair, foi minha ultima visão...

Continua...

Qual o sentido de nossa existência? O que devemos fazer, onde nossas ações nos levarão?  Se dentre tantas perguntas existe apenas uma resposta que as complete é que a vida não serve só para nos ensinar, como também para descobrir, não espere de ninguém a resposta de suas questões, corra atrás de suas próprias epifanias, sempre existe dentro de você ALGO que tem as soluções, basta saber se você tem capacidade de reconhecê-lo, e melhor entende-lo...

4 comentários:

  1. OEEE, um dos capitulos mais foda, na moral, curti pacas!

    ResponderExcluir
  2. Nossa véi, ta fodão ein :D

    ResponderExcluir
  3. cara fikou zica. qro ver o 7. ABAYO
    claytoon-aku

    ResponderExcluir
  4. Eu imaginei a criatura com forma do smigol.
    Eu sou do 1ª ADT, e vc?

    ResponderExcluir